A AERLIS organizou em Oeiras, uma Conferência sobre o RGPD, que contou com a presença de 200 participantes.

DSC00469 p


As bases de dados de clientes e potenciais clientes e o respetivo tratamento assumem um papel fulcral na boa gestão comercial de qualquer empresa. A recolha do consentimento dos clientes e a gestão dos dados pessoais devem estar em conformidade com as obrigações legais de proteção de dados.

O novo RGPD vai impor alterações significativas ao nível da gestão e tratamento de dados pessoais. As novas normas determinam medidas rigorosas quanto à origem, armazenamento, tratamento e acesso a esse tipo de informação. Todas as empresas e entidades públicas têm de preparar-se internamente para o novo Regulamento que visa responder aos novos desafios gerados pela evolução tecnológica e pela globalização dos mercados. 

A AERLIS organizou na sua Delegação do Carregado a Conferência "O impacto do RGPD nas Organizações", que contou com a presença de cerca de 50 empresários.

conferencia-rgpd
Esta Conferência teve como objetivo de esclarecer quais as alterações impostas pelo Regulamento Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em Maio de 2018.

Um dos pontos essenciais do novo Regulamento é o reforço da segurança e da privacidade dos dados pessoais dos cidadãos que estejam em posse das empresas. As novas normas determinam medidas rigorosas quanto à origem, armazenamento, tratamento e acesso a esse tipo de informação.  

A AERLIS comemorou o seu 25º aniversário, tendo promovido uma Conferência subordinada ao tema - A 4ª Revolução Industrial, que contou com a presença de mais de 250 participantes, empresários e representantes de Associações e de Entidades Públicas.  

1ª foto

A Conferência incluiu 3 Painéis - debate:

• Os desafios da indústria 4.0 para as empresas
• O papel da indústria 4.0 no desenvolvimento da economia
• Como liderar na Era da Tecnologia, Inovação e Criatividade

A sessão de abertura contou com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que salientou a importância da Iniciativa Indústria 4.0 na estratégia de desenvolvimento nacional. Esteve também presente o Presidente da BECC e MEDEF de Paris, que explanou como esta organização intervém sobretudo na área da mobilidade.

Os representantes da CCDR-LVT, IEFP e CIP enfatizaram as parcerias com a AERLIS e como estas têm evoluído, no sentido de materializar as estratégias e politicas destas instituições junto do tecido empresarial. António Valadas, Presidente do IEFP, enalteceu a parceria de longa data entre as duas entidades que tem sido uma aliança ganhadora. António Saraiva, Presidente da CIP, mencionou que o progresso implica sempre capacidade de adaptação à mudança e que a digitalização da economia é um movimento imparável.

Oradores


Este seminário contou com a participação dos oradores Patrícia Dias Mendes, Associada Sénior da PLMJ, Serena Cabrita Neto, Sócia da PLMJ e Pedro Pereira, Associado Sénior da Aon Portugal, responsável pela área de Linhas Financeiras.

Os gerentes e administradores de uma empresa assumem responsabilidades significativas, relacionadas com a forma como agem e justificam a confiança neles depositada.

Este fato pode resultar em pedidos de indemnização contra eles, por alegada e efetiva violação do dever, negligência, falsas declarações, erros e omissões.

Seminário França Testemunhas

Este Seminário contou com a participação dos oradores João Martins, Vice-Presidente da AERLIS, Francisca Lucena e Valle, Diretora Adjunta responsável pelo mercado da Europa, AICEP e Nuno Marques, Direção Internacional de Negócio, CGD.

Teve como objetivo revelar o potencial do mercado de França, as oportunidades que o país oferece às empresas portuguesas e os apoios a utilizar para reduzir o risco dos seus investimentos.

A França é um país atrativo, que dispõe de imensas vantagens: uma demografia dinâmica, um vasto mercado interno, infra-estruturas de grande qualidade, uma mão-de-obra altamente qualificada, uma economia orientada para a inovação. Não é por acaso que 33% dos investidores estrangeiros prevêem reforçar a sua presença em território francês.

Canais Digitais

O seminário "Os Canais Digitais ao Serviço de uma Estratégia Relacional" contou com a participação dos oradores Ernesto Ferreira, Country Manager Portugal na Plataforma E-goi e especializado em E-mail Marketing e Marketing Digital, e Daniel Reis, Coordenador da Área de Prática de Telecomunicações, Media e Tecnologias de Informação e sócio da PLMJ.  

Este seminário teve como objetivo consciencializar os profissionais de Comunicação e Marketing para a importância da adoção de novos meios que permitem uma relação individual e personalizada com o cliente e representam um baixo investimento para as empresas.

E-mail Marketing, Mobile e redes sociais foram os principais destaques de uma exposição que pretendia mostrar que é possível as empresas valorizarem o seu negócio, estabelecendo uma relação duradoura com os clientes, através de soluções integradas de gestão de campanhas e acompanhamento do ciclo de vida do cliente.

semiinario italia abertura

Este Seminário contou com a participação de empresários portugueses interessados em conhecer o potencial do mercado de Itália e as suas oportunidades quer a nível de exportação quer a nível de investimento.

Na abertura estiveram presentes António Ferreira de Carvalho, presidente da Direção da AERLIS, Michelangelo Cammarata, Presidente da Câmara de Comércio Italiana em Portugal e Renato Varriale, Embaixador de Itália em Portugal.

A entrada nos mercados internacionais é, ao mesmo tempo, uma necessidade e uma oportunidade. É uma necessidade porque o mercado nacional tem vindo a contrair-se em consequência do ajustamento da economia portuguesa.

comercio investe

A Sessão de esclarecimento decorreu na FIL, na Feira PaperGift e contou com a presença de vários empresários que pretendiam essencialmente esclarecer as suas dúvidas sobre o programa Comércio Investe.

O Comércio Investe visa a valorização da oferta dos estabelecimentos abertos ao público através da aposta na inovação e na utilização de formas avançadas de comercialização. Este programa têm como objectivo apoiar projectos de modernização comercial promovidos pelas empresas, quer sejam elas novas ou já existentes, com CAE 47.

As condições de acesso, as despesas elegíveis, os incentivos propostos e os critérios de avaliação foram os assuntos abordados na sessão apresentada por António Oliveira, consultor da AERLIS.